quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Sino

Pelas aldeias deste país, o sino continua a desempenhar um papel importante. Para além das horas, é ele que avisa as populações sempre que há acontecimentos como incêndios ou a morte de alguém.

15 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Sem dúvida e sinos esses que nos proporcionam maravilhosas imagens.
fantástica esta foto!

CR disse...

Um regresso com uma excelente foto, Al.
Abraço.

al disse...

Rui Pires, passei uns dias numa aldeia em que o sino continua bem presente. Gosto do seu som, de acordar de noite e ouvir o bater das horas.

Obrigado CR.

Abraço aos dois.

tossan-press. disse...

Você fotografa do jeito que gosto de ver e, sou um ótimo apreciador da boa fotografia como a sua. Abraço

al disse...

Obrigado Tossan.
Abraço

seva disse...

Bonita imagen, el procesado con ese alto contraste le hace aun mas atractiva, un saludo muy cordial desde Reinosa Al.

al disse...

Gracias Seva

Justine disse...

É um objecto lindíssimo - e a foto está espantosa!

Rui disse...

Pois, e é muito bom que o vamos ouvindo bater as horas por muitos anos ... :) :)
Como sempre , bom clique
Abraço

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente fotografia....
Um abraço

Helga disse...

Belíssima imagem! Quase mítica. Adorei a leve sinistralidade das sombras.

tossan® disse...

O sino continua a ser fonte inspirações e perspectivas dos poetas, fotógrafos e pintores. Magnífica p&b! Abraço

al disse...

Obrigado Justine. Beijo.

Rui, oxalá que sm, é sinal de que vamos andando por cá. Abraço.

Obrigado Chana. Abraço.

Helga, também achei curioso o jogo de sombras. Beijo.

Tossan, é verdade. Abraço.

Ana disse...

Esta foto está um espanto! Parabéns!

al disse...

Obrigado Ana.
Beijos